Tudo sobre intercâmbio, viagens, cultura e idiomas pela EF Education First.
Menu

12 dicas sobre como viver com uma família anfitriã

12 dicas sobre como viver com uma família anfitriã

Estudar no exterior é uma experiência cheia de aventuras – tudo é diferente e emocionante, incluindo sua nova família (anfitriã). De repente, você compartilha tudo com novas pessoas que nunca viu antes. Vai levar um tempo para você se acostumar e pode haver alguns obstáculos na estrada – você sabe, as coisas que acontecem quando pessoas moram juntas. Para aproveitar ao máximo o seu tempo com sua família temporária, confira nossas 12 dicas – quem sabe, você pode até usar algumas delas com a sua família permanente.

1. Seja aberto e comunique-se

Você é alérgico a amendoim, não gosta de frutos do mar e tem medo de cães de todos os tamanhos? Informe imediatamente a sua família anfitriã. Eles devem conhecer os fatos mais importantes sobre você através de sua papelada, mas algumas coisas não são ditas – especialmente quando se trata de problemas de saúde. Além disso, é melhor discutir preferências culinárias ou restrições alimentares antes de se sentar à mesa e todos ficarem te encarando enquanto você mal mexe em sua comida. (No entanto, para ser justo e educado, experimente de tudo antes de dizer que você não gosta).

2. Traga um presente

Presentes são incríveis e um ótimo quebra-gelo. Você não precisa gastar uma fortuna, mas uma pequena lembrança do seu país de origem lhe dará alguns pontos. Além disso, isso ajudará seus anfitriões a lembrarem o quão incrível foi esse membro temporário da família.

3. Participe das refeições da família

A comida une as pessoas – é uma ótima interação social entre culturas. Tente estar em casa para as refeições e ajude a pôr a mesa ou lavar a louça. A comida representa uma maneira fantástica para se conhecer pessoas, e sentar-se em uma mesa de jantar é como uma forma divertida de captar novas palavras e praticar suas habilidades de conversação. Se você sabe cozinhar, sinta-se à vontade para preparar algo do seus país e levar o intercâmbio cultural para outro nível.

4. Respeite a programação

Mesmo que você tenha pago pela sua estadia, você ainda faz parte de uma família que não é sua – respeite os horários e toques de recolher. Se as refeições são às 19h, esteja presente na hora certa. Se você não estiver em casa para refeições ou atividades, informe sua família anfitriã com antecedência. Se você perdeu o ônibus e chegará tarde em casa, diga a eles. Mesmo que eles não sejam os seus pais, eles ainda se preocupam com você, então basicamente finja que sua mãe está te observando.

5. Aceite as diferenças

Você provavelmente terá que se acostumar com uma alimentação diferente, novas maneiras de dobrar a roupa e regras que não são iguais às da sua casa. Lembre-se: o diferente, o novo e coisas que não são mais as mesmas não significam que são ruins. As coisas são feitas de outras maneiras em todo o mundo e, enquanto tudo funcionar, isso é uma coisa boa e faz parte da experiência do aprendizado. Vamos ser sinceros: esse é meio que o motivo pelo qual você se inscreveu. Perceber e aceitar diferenças culturais faz parte de expandir seus horizontes e, assim, se tornar uma pessoa mais mente aberta e madura.

6. Tenha modos

Você não mora em um hotel e sua mãe anfitriã não é sua diarista. Mantenha o seu quarto limpo, não deixe a louça na pia ou o jarro de leite vazio na geladeira. Ajude a carregar as compras do carro para a casa. Não seja a pessoa que usa toda a água quente enquanto ocupa o banheiro das 7 às 9 da manhã. Não convide amigos ou visitantes para uma festa do pijama e apenas os traga para jantar se forem claramente convidados. Não durma a manhã toda de Domingo e reclame que não há café da manhã quando você acordar. Resumindo: tente se comportar melhor e sempre diga “por favor” e “obrigado”.

7. Participe de atividades

É claro que você pode e deve passar algum tempo com seus novos amigos da escola, mas por que não passar um tempo de qualidade com sua família anfitriã também? Quando você está em um país estrangeiro, ir ao supermercado ou assistir ao treino de futebol da sua irmã anfitriã pode ser super legal. Participar de atividades diárias é uma ótima maneira de criar vínculos que te permitem praticar suas habilidades no idioma e o ajuda a conhecer uma nova cultura. Além disso, você não viajou pela metade do mundo para ficar no seu quarto encarando seu celular, não é? Quem sabe, talvez você até descubra um novo hobby ou faça novos amigos pelo caminho.

8. Beneficie-se com as conversas diárias

O segredo para se aprender um novo idioma é superar o medo de cometer erros – e com sua família anfitriã você tem uma ótima maneira para praticar suas habilidades de conversação. Eles falam como “pessoas reais”, então você irá ouvir muitas expressões idiomáticas e frases que talvez não aprenderá em um livro. Passe algum tempo na sala ou na cozinha e peça ajuda para fazer a lição de casa. Seja honesto se você não entender algo que eles disseram e tente falar o máximo que puder. (Talvez não enquanto todos assistem o programa favorito na TV, mas você sabe, fale quando for apropriado).

9. Conheça a sua família anfitriã

Seja interessado no que sua família anfitriã trabalha, come ou faz para se divertir. Faça perguntas, seja curioso e tente aprender sobre eles e com eles. É a melhor maneira de aprender sobre uma cultura diferente e praticar o seu vocabulário. Mas: respeite o espaço pessoal e não force um relacionamento com sua família anfitriã. Indagar sobre os planos deles para o dia enquanto tomam banho provavelmente não é a melhor ideia – não importa o quão ansioso você esteja para melhorar suas habilidades de comunicação.

10. Lembre-se de que tudo é temporário

Existe a possibilidade de sua mãe fazer uma receita que você não goste ou de você não querer comer batatas cinco vezes por semana. Se você não gosta da estação de rádio no carro ou dos programas que todos assistem na TV, respire fundo e não reclame. Essa é apenas sua família temporária e eles têm o próprio modo de fazer as coisas – mesmo que isso envolva um gosto questionável em música. Depois de algumas semanas ou meses você pode voltar à sua antiga vida – e ter um monte de boas histórias e memórias para compartilhar.

11. Seja justo e honesto quando surgirem problemas

Sempre que pessoas moram juntas, há espaço para conflitos – não é divertido, mas acontece e geralmente se resolvem. Caso você não se dê bem com sua família anfitriã, ou se houver um problema que o incomode, tente conversar com a família primeiro. Se isso não for possível, converse com a equipe que providenciou esta família anfitriã. Certifique-se de fornecer críticas construtivas e não se queixe apenas de coisas que são diferentes, mas não necessariamente alarmantes. Esteja ciente de que pode levar algum tempo para se acostumar com as pessoas – não só para você, mas também para a família anfitriã.

12. Mantenha contato

Amizades não podem ser forçadas, mas esperamos que você e sua família anfitriã se deem bem – e permaneçam conectados mesmo depois de se despedirem. Afinal, vocês fizeram parte da vida um do outro por um tempo, e todos que o viram de manhã cedo, em um dia ruim do seu cabelo, merecem um cartão de aniversário.

Viva e estude no exterior com a gente!Saiba Mais

Compartilhe esse artigo

Artigos recentes de Idiomas