Tudo sobre intercâmbio, viagens, cultura e idiomas pela EF Education First.
Menu

A verdade sobre o futebol inglês

A

Futebol na Inglaterra é a fonte de identidade nacional, um reflexo do nosso país e sua posição no mundo, e um ponto constante de discussão, descontentamento e histeria geral para mim e meus compatriotas.

Como seu informante britânico e seu melhor amigo futebolístico (se preferir), eu acho que é hora de revelar a verdade por trás do nosso esporte nacional.

A lição de história

O belo jogo nasceu na Inglaterra. Há evidências da primeira imagem de um jogo perto de Bristol, e o primeiro par de chuteiras documentado foi usado por Henry VIII (lembra do rei gordo com 6 esposas?), que encomendou um par para seu guarda-roupa em 1526.

No começo, o esporte era um pouco mais violento do que é hoje (há uma quantidade preocupante de referências de braços e pernas quebradas). Porém, nas últimas décadas, o futebol cresceu dramaticamente desde suas raízes brutas e violentas e se tornou um jogo rápido e técnico, atraindo uma nova geração de jogadores rápidos e habilidosos.

Esta evolução em campo reflete as mudanças que ocorreram na sociedade inglesa. Nos anos de 1970 e 1980, os fãs britânicos de futebol e a polícia mostraram preferência pela violência, que era um reflexo da desindustrialização do país e do aumento do desemprego. No entanto, hoje é um mar de rosas, com estádios de futebol aconchegantes e acolhedores de Cambridge a Bournemouth.

Então, por que os ingleses continuam perdendo?

Debates amigáveis são realizados em bares por todo o país sobre por que a Inglaterra sempre perde nos pênaltis para a Alemanha. O argumento atual é o seguinte: desde que a Premier League foi formada, em 1992, as empresas de televisão ganharam bilhões com a compra de direitos de transmissão. Em vez dos lucros serem compartilhados, empresas privadas assumiram o controle de todos os clubes que antes eram de propriedade local e trouxeram jogadores do exterior para aumentar o apelo internacional do futebol inglês. Então, não há mais financiamento de base e não há mais talentos locais. Isso explica totalmente as penalidades perdidas? Talvez não, mas abrirá uma conversa para você durante sua próxima visita ao Reino Unido.

“Rivais” do futebol inglês

Até muito recentemente, nós Ingleses tínhamos uma grande ilusão de que nossa seleção tinha alguns grandes rivais, como Alemanha e Brasil. Claro, isso é totalmente cômico, já que esses dois times (e eu odeio ter que dizer isso) então em outra classe e provavelmente nunca tiveram uma ideia sequer de que eram nossos “rivais”. Nossa única rivalidade confirmada é contra a Escócia, o “Velho Inimigo”, uma fixação internacional que é a mais antiga na história do jogo.

Futebol É cultura inglesa

A assim chamada “geração de ouro”, que consistia de nomes como Michael Owen, Steven Gerrard, e o nosso salvador real, Sr. Beckham, já pode ter passado. Porém, em um velho campo de lama atrás de uma escola, o futebol vai continuar a ser um ritual semanal para jovens Ingleses e seus pais por todo o país. Noites da F.A CUP, onde times das ligas menores se esforçam por títulos contra Chelsea, Arsenal e Manchester United, e heróis desconhecidos – alguns que possuem outras profissões além do futebol – têm a chance de fazer um gol que vai colocar o nome deles na história do futebol inglês, é o que nos motiva.

Sempre vai haver algo mágico numa noite fria de outono, no meio de Outubro, segurando uma torta de carne e cebola na mão, assistindo Oxford ou Cambridge United serem batidos por 3-0 pelo glorioso Brighton debaixo do brilho dos holofotes.

Assista a um jogo do seu time favorito e aprende Inglês!Saiba Mais

Aprenda um dos 12 idiomas em mais de 50 destinos

Saiba mais