Tudo sobre intercâmbio, viagens, cultura e idiomas pela EF Education First.
Menu

5 dicas comprovadas para se aproveitar qualquer viagem

5 dicas comprovadas para se aproveitar qualquer viagem

Eu sou viciada em viajar e sou expert em aproveitar qualquer viagem. Minha mãe voou entre a Alemanha e os EUA quando ela estava grávida de mim. Parece que em algum lugar, enquanto nós sobrevoávamos o oceano Atlântico, o “desejo de viajar” ficou codificado e grudado ao meu DNA. Quero dizer, como não amar viajar? Pense sobre isso – o seu mapa aberto toda vez que você desce uma nova rua. A cada esquina há algo novo e desconhecido. Você se sente revigorado. Energizado. Esperançoso.

Mas nem tudo são flores. Viajar também pode ser super estressante. No passado, eu planejava cuidadosamente minhas viagens para evitar ser pega de surpresa – quais os destaques locais, onde comer, quais áreas explorar, como é o dia-a-dia, eu tinha isso tudo anotado e programado. Eu achava que essa era a chave para fazer uma viagem inesquecível e maravilhosa, além de acreditar que uma boa programação era o ponto principal para aproveitar qualquer viagem. Eu chegava no meu destino me sentindo pronta para tudo, mas nada acontece como planejado. O que acontece é que ter um itinerário restrito, me impediu de estar totalmente presente e aproveitar o momento. Na verdade, isso fez da minha viagem algo ainda mais difícil. Então, eu coloquei de lado o planejamento e descobri um equilíbrio melhor (afinal, eu sou libriana, né?!) para me guiar nas minhas aventuras.

Então eu decidi seguir meu instinto e aqui estão minhas dicas do que fazer para aproveitar qualquer viagem.

1. Saber o idioma

Não importa para onde estou indo, eu estabeleço uma meta para aprender frases básicas no idioma local. Os podcasts da Coffee Break são meus preferidos para espanhol, italiano ou francês; já o Google ajuda nos outros idiomas. Antes da minha primeira viagem para Paris, eu aprendi algumas coisas básicas em francês. Por causa disso, um policial flertou comigo enquanto direcionava o trânsito e os dono de uma loja me tratavam como se eu fosse uma parisiense (je suis désolée’, je ne parle pas français!). Isso fez a viagem ser muito mais divertida e calma. Talvez, você acabe gostando tanto da língua que decida aprendê-la (foi o que eu fiz, oui!).

2. Visitar mercadões

Uma das minhas coisas preferidas ao viajar é poder visitar os mercados municipais. Eu gosto de andar entre as prateleiras de produtos e apreciar suas cores e texturas atraentes. Eu sinto uma conexão maior com o lugar que estou visitando; eu gosto de observar como os nativos interagem e o dia-a-dia deles. Gosto de me hospedar em um lugar que tenha cozinha, assim posso comprar produtos frescos e prepará-los para o café da manhã. Isso parece mais íntimo do que um café da manhã de hotel. Se você não tiver acesso a cozinha, aproveite fazendo um espontâneo piquenique no parque. Nada passa mais a energia de “férias” do que picar um pão e alimentar as pombas locais, isso com certeza vai te fazer aproveitar qualquer viagem não importa onde você esteja.

3. Perguntar aos nativos

Viajar não é um bom momento para ser tímido. Seja corajoso e inicie uma conversa com um desconhecido; fazer amigos vai te ajudar a aproveitar qualquer viagem. Uma boa maneira de quebrar o gelo é pedir recomendações sobre lugares para visitar que talvez a maioria dos turistas não conheçam. Confie em mim, sempre há algum lugar assim. As melhores dicas de lugares que eu tive foram dadas por um trabalhador do metrô de Londres e um garçom de um bar na Espanha. Não confie só em livros e no Google – peça a outros por dicas e inspiração. Um sorriso amigável pode te levar longe.

4. Baixe aplicativos de transporte público

Antes de ir a uma cidade, tente descobrir o nome do transporte público local. A maioria deles tem um aplicativo que você pode baixar de graça no seu celular. Eu gosto de planejar a rota a partir da estação de trem ou do aeroporto até onde vou me hospedar, pois assim eu evito me estressar assim que chego. Normalmente (dependendo do destino) existem passes 24 horas que podem ser mais baratos do que uma passagem única, e a passagem que vale por uma semana (se disponível), é melhor para viagens mais longas. Ficar estressado na chegada para descobrir como se vai de um ponto A para um ponto B quando você está cansado da viagem e precisa urgentemente de um banho é coisa para amadores.

5. Localizar mirantes

Eu sempre tento conseguir uma visão do alto de onde estou. Isso pode te ajudar a se orientar pela cidade e tirar ótimas fotos. Se seu destino não tem colinas ou montanhas para que você possa fazer isso, você pode procurar por prédios, torres de igrejas, ou arranha-céus que tenham uma ótima vista. Uma das coisas mais memoráveis para mim foi assistir o sol aparecer no Haleakalā Crater em Maui. Eu pude ver a dança do oceano, como a luz do sol tocava o chão e como o mundo gentilmente ficava em silencio. Esses são momentos na vida que ficam marcados para sempre e, acredite, te ajudam a aproveitar qualquer viagem de uma maneira única.

Pronto para testar todas as dicas?Conheça um novo país

Compartilhe esse artigo

Artigos recentes de Viagem